Daniel Leite


O DÍZIMO NÃO É CRISTÃO!

Antes de responder a essa pergunta, (que é muito fácil de se responder), afirmarei umas verdades por todos conhecidas e bem óbvias: O dízimo é bíblico! E também a circuncisão, o sacrifício de animais, a guarda do sábado, o não comer carne de porco e etc. Com essas afirmações, vem a resposta da pergunta que originou essa postagem. O dízimo, assim como todos esses costumes que acabei de citar, é bíblico, porém, não é cristão!

 Se fosse, Cristo teria pregado, e não apenas citado uma única vez, em Mateus 23.23.
Veja bem, se o dízimo, que é uma doutrina do Velho Testamento continua a valer para nós hoje, porque será que as demais doutrinas não valem?

"E então porque que as igrejas ainda o cobram?" Sendo bem simples e citando apenas um dos motivos: Porque os pastores têm medo que os irmãos não contribuam voluntariamente.

Os pastores sabem que é errado a doutrina de dizimar (claro que sabem, é só ler a bíblia e eles lêem!), mas como esse costume já faz parte do sistema religioso e está dando certo, eles fazem vista grossa e vão levando.

E essas fotos que estão aqui ao lado? É exatamente isso que a igreja prega, dizime e Deus te abençoa, as portas do céu se abrirão; Não dizime, e Deus te amaldiçoará! É isso que se ouve, não com essa palavra maldição, mas quase. Veja essa frase estampada numa faixa defronte a um templo de uma igreja Assembléia de Deus:
"Contribua de acordo com a tua renda para que Deus não torna a tua renda de acordo com a tua contribuição"
Já pensou? Ou dizima você ou Deus vai te tirar o pouco que você tem!
É um absurdo, Cristo nunca pregou isso. O desenho que combina mais é esse ó:




 Nem no Velho Testamento o dízimo era "cobrado" assim. Os israelitas davam os dízimos de seus trabalhos, mas não em dinheiro, e diferentemente do que os pastores pregam, o dízimo não era entregue apenas pros levitas administrarem. Veja essa passagem bíblica:
"Quando acabares de separar todos os dízimos da tua messe no ano terceiro,
que é o dos dízimos, então os darás ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para
que comam dentro das tuas cidades, e se fartem"
(Deuteronômio 26).



Quem administrava o dízimo era o dizimista! Tá na Bíblia, leia novamente o versículo logo ali em cima, ó.

Tá na hora irmãos de pararmos de deixar que nos enganem. É claro que devemos contribuir pra obra de Deus, ajudar aos missionários que pregam as boas novas pra quem ainda não conhece, mas contribuir pra que sua contribuição seja apenas pro bolso de um, isso não! Deus não quer isso jamais.
Enquanto fazemos vista grossa perante um ensinamento errado, Deus não faz vista grossa para nós.

O versículo em que Paulo diz que cada um de vós contribua segundo o que propôs no seu coração deixa claro, não é por obrigação, mas por amor! E ele não estava a se referir a dízimos, e sim a ofertas.
É incrível como muitos usam Mateus 23.23 para dá base à doutrina do dízimo. Um único versículo totalmente fora de contexto! (depois falaremos sobre esse versículo em outro post).
E se eu quero dizimar por amor?
Dizime, agora eu duvido se você iria querer dizimar, mesmo que seja "por amor"se o pastor não estivesse lá na frente falando que se deve dizimar.
Pois bem, essa é uma discussão que muito se tem a falar, por isso, vou parando por aqui, mas a qualquer momento vem a continuação.
Mas a conclusão é: O dízimo é biblico, mas não é cristão! Ou seja, assim como a circuncisão não é, o dízimo também não!

Caso você queira aprofundar-se no assunto, fica a dica de um livro muito bom.


Dízimo: O Engano Cavalgando a Verdade

Link para Leitura

Boa Leitura

Que Deus nos abençoe


OBS:

PS: Não estamos aqui dizendo que todas as igrejas estão enganando os fiéis! Isso não é o que as igrejas fazem, mas sim o que os charlatões fazem! Se porventura existir alguma igreja que use o dízimo em sua totalidade para o bem, e você vê isso e acredita que Deus o está abençoando, não deixe de dizimar, amigo. Sua fé em Deus é SUA fé em Deus! A opinião de nosso blog é essa. Eu que escrevi esse texto frequento a igreja desde o berço, e sei que muitos irmãos dizimam na fé de que estão a fazer a coisa certa. O que queremos deixar claro é que a contribuição nas igrejas deve ser feita conforme os padrões bíblicos cristãos!

Abaixo segue algumas imagens que falam por si só:




http://1.bp.blogspot.com/_D0MKmgCF_po/SNrJVCycc2I/AAAAAAAACpA/68L3_A865R4/s320/0109_dizimo.jpg






http://rwnogueira.blog.uol.com.br/images/dizimo.jpg



http://www.aleluia.com.br/2002/images/objects/humor/2388_1.jpg

http://monicafranca.files.wordpress.com/2009/07/dizimo01.jpg

 

 




Escrito por Daniel Dellove às 11h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


FOMOS ENGANADOS!! - PARTE 1

Abaixo você encontrará um resumo do filme Zeitgeist. Na minha opinião, existe sim uma força superior, seja ela, um ser invisível que tudo vê, homens verdes, Goku ou coisas do tipo, força essa que não se intromete em nossas vidas. Fica claro também que dentre de todas as outras lendas, o Diabo, é um dos personagens principais, pois é atribuído a ele todos os erros ou desvios contidos na Bíblia. Como por exemplo, se questionamos algo, é pq estamos sendo tentados pelo mal e estamos sendo testados. Leia o texto abaixo e assista o vídeo em seguida.

EVANGÉLICOS, COMENTEM A VONTADE!

 

Hórus, o Deus-Sol do Egito

 

Transcrito do vídeo Zeitgeist, Remastered 2007, que fala de uma provável origem do cristianismo. O texto aqui exposto possui mínimas alterações de tradução do original. Espero que de alguma forma seja útil a todos.

"Desde o ano 10.000 a.C., a história nos mostra pinturas e escritos que refletem o respeito e a adoração dos povos pelo Sol. É simples entender o porquê, com o seu aparecimento todas as manhãs trazendo a visão, calor e segurança. Salvando-os do frio e do breu da noite, repleta de predadores. Sem ele, todas as culturas perceberam que não haveria colheitas nem vida no planeta.Estas realidades fizeram do Sol o objeto mais adorado de todos.

Todavia, os povos estavam também muito atentos às estrelas. As estrelas formavam padrões que lhes permitiu reconhecer e antecipar eventos que ocorrem de tempos em tempos, tais como eclipses e luas cheias. Catalogaram grupos celestiais naquilo que conhecemos hoje como constelações.

A cruz do Zodíaco é uma das mais antigas imagens da humanidade, representa o trajeto do Sol através das 12 maiores constelações no decorrer de um ano, também representa os 12 meses do ano, as 4 estações, solstícios e equinócios. O termo Zodíaco está relacionado com o fato das constelações serem antropomorfismos ou personificações, como pessoas ou animais.

As primeiras civilizações não só seguiam o Sol e as estrelas, como também os personificavam através de mitos envolvendo os seus movimentos e relações. O Sol com o seu poder criador e salvador também foi personificado à semelhança de um Deus Todo-Poderoso, conhecido como 'Filho de Deus', luz do mundo, salvador da humanidade. As 12 constelações representaram lugares de viagem para o Filho de Deus e foram nomeados e normalmente representados por elementos da natureza importantes nesses períodos de tempo. Por exemplo, Aquarius, o portador de água que traz as chuvas de primavera.

Hórus, Deus-Sol do Egito por volta de 3000 a.C., é o Sol, antropomorfizado, e a sua vida é uma série de mitos alegóricos, que envolvem o movimento do Sol no céu. Dos antigos hieróglifos Egípcios, muito foi descoberto sobre este Messias Solar. Por exemplo, Hórus, sendo o Sol, ou a luz, tinha como inimigo o Deus "Set", e Set era a personificação das trevas ou noite. É importante frisar que "Trevas vs. Luz" ou "Bem vs. Mal" têm sido uma dualidade mitológica onipresente e que ainda hoje é utilizada em muitos aspectos.

No geral, a história de Hórus é a seguinte: Hórus nasceu em 25 de Dezembro da virgem Isis-Meri. O seu nascimento foi acompanhado por uma estrela do Leste, que, por sua vez, foi seguida por 3 reis em busca do salvador recém-nascido. Aos 12 anos, era uma criança prodígio, e aos 30 foi batizado por uma figura conhecida por Anup, e que assim começou o seu reinado. Hórus tinha 12 discípulos e viajou com eles, fez milagres tais como curar os enfermos e andar sobre a água. Também era conhecido por vários nomes: A Verdade, A luz, o filho adorado de Deus, Bom pastor, Cordeiro de Deus, entre muitos outros. Depois de traído por Tifão, foi crucificado, morto por 3 dias e ressuscitou. Estes atributos de Hórus, originais ou não, parecem influenciar várias culturas mundiais e muitos outros deuses encontrados com a mesma estrutura mitológica. (Egito, 3000 a.C)

Attis, da Phyrugia, nasceu da virgem Nana em 25 de dezembro, crucificado, colocado no túmulo, 3 dias depois ressuscitou (Grécia, 1200 a.C). Krisnha, da Índia, nasceu da virgem Devaki com uma estrela no Ocidente assinalando sua chegada. Fez milagres em conjunto com seus discípulos e após a morte ressuscitou (Índia, 900 a.C). Dionísio da Grécia, nasceu de uma virgem em 25 de dezembro, foi um peregrino que praticou milagres como transformar a água em vinho e é referido como 'Rei dos Reis', 'Filho pródigo de Deus', 'Alpha e Omega', entre muitas outras coisas. Após a sua morte, ressuscitou (Grécia, 500a.C). Mithra, da Pérsia, nasceu de uma virgem em 25 de Dezembro, teve 12 discípulos, praticou milagres e após a sua morte foi enterrado e 3 dias depois ressuscitou. Também era referido como 'A Verdade', 'A Luz', entre muitos outros. Curiosamente, o dia sagrado de sua adoração era Domingo (Sunday: Dia do Sol). (Pérsia, 1200 a.C)

Importa salientar aqui é que "existiram" inúmeros salvadores, em vários períodos, de todo o mundo, que preencheram estas mesmas características. A questão mantém-se: por que estes atributos, por que o nascimento de uma virgem em 25 de dezembro, por que a morte e a ressurreição após 3 dias, por que os 12 discípulos ou seguidores? Para descobrir, vamos examinar o mais recente dos Messias Solares.

Jesus Cristo nasceu da virgem Maria em 25 de Dezembro em Belém (Bethlehem), anunciado por uma estrela no Ocidente, seguida por 3 reis (magos) para adorar o salvador. Tornou-se pregador aos 12 anos, e aos 30 foi batizado por João Batista, e assim começou seu reinado. Jesus teve 12 discípulos com quem viajou praticando milagres como curar pessoas, andar na água, ressuscitar mortes e também conhecido como "Rei dos Reis", 'Filho de Deus', 'Luz do Mundo', 'Alpha e Omega', 'Cordeiro de Deus'. Depois de traído pelo seu discípulo Judas e vendido por 30 pratas, foi crucificado, colocado no túmulo, 3 dias depois ressuscitou e ascendeu aos céus.

Em primeiro lugar, a seqüência do nascimento é completamente astrológica. A estrela no ocidente é Sírius, estrela mais brilhante no céu noturno, que em 24 de dezembro, alinha com as 3 estrelas mais brilhantes do cinturão de Órion. Estas 3 estrelas são chamadas hoje como também eram chamadas naquele tempo de "3 Reis". Os 3 Reis e a estrela mais brilhante, Sírius, todas apontam para o nascer do sol no dia 25 de Dezembro. Esta é a razão pela qual os Três Reis "seguem" a estrela ao Leste, numa ordem para se direcionar ao nascer do Sol. A Virgem Maria é a constelação Virgo, também conhecida com a Virgem. Virgo em latim é Virgem. Virgo também é referida como Casa do pão. A representação para Virgo é uma virgem segurando um galho de trigo. Esta casa do pão com galho de trigo representa Agosto e Setembro, tempo de colheita. De fato, traduzindo Bethlehem ao pé da letra é casa do pão, referindo-se à constelação de Virgo.

Outro fenômeno interessante que ocorre em 25 de Dezembro é o solstício de inverno. Do solstício de verão ao inverno, os dias tornam-se mais curtos e frios. Na perspectiva de quem está no Hemisfério Norte, o Sol parece mover-se para o sul aparentando ficar menor e fraco, o encurtar dos dias e o fim das colheitas conforme se aproxima o solstício de inverno simbolizando a morte. Era a morte do Sol. Pelo vigésimo segundo dia de dezembro, o falecimento do Sol estava realizado, na verdade o Sol, tendo-se movido continuamente para o sul durante 6 meses, faz com que atinja o seu ponto mais baixo no céu. Aqui ocorre uma coisa curiosa: o Sol deixa, aparentemente de se movimentar para o sul, durante 3 dias.

Durante estes 3 dias de pausa, o Sol reside nas redondezas da constelação do Cruzeiro do Sul, constelação de Crux ou Alpha Crucis. Depois deste período, em 25 de dezembro, o Sol move-se 1 grau, desta vez para o norte, perspectivando dias maiores, calor e a primavera.

E assim se diz: que o sol morreu na cruz (cruzeiro), esteve morto por 3 dias, apenas para ressuscitar ou nascer mais uma vez. Esta é a razão pela qual Jesus e muitos outros Deuses do Sol partilham a idéia da crucificação, morte de 3 dias e o conceito da ressurreição. É o período de transição do Sol antes de mudar na direção contrária no Hemisfério Norte, trazendo a primavera e assim a salvação. Todavia, não celebram a ressurreição do Sol até o equinócio da primavera ou a páscoa. Isto porque no Equinócio da Primavera, o Sol domina oficialmente o Mal, as Trevas, assim com o período diurno se torna maior que o noturno, e o revitalizar da vida na primavera emerge.

Agora, provavelmente a analogia mais óbvia de todas neste simbolismo astrológico são os 12 discípulos de Jesus, eles são simplesmente as 12 constelações do Zodíaco, com que Jesus, sendo o Sol, viaja junto. Na cruz do Zodíaco, o elemento figurativo da vida é o Sol, não era uma mera representação artística ou ferramenta para seguir seus movimentos, era também um símbolo espiritual pagão.

Jesus é retratado como o 'Sol', 'Filho de Deus', a 'Luz do Mundo', o 'Salvador a erguer-se que renascerá', assim como faz todas as manhãs, a 'Glória de Deus contra as Trevas', assim como 'renasce' a cada manhã, e que pode ser "visto através das nuvens", 'lá em cima no céu', com a sua 'Coroa de Espinhos'... ou raios de Sol.

Agora, nas muitas das referências astrológicas ou astronômicas na Bíblia, uma das mais importantes tem a ver com o conceito de "Eras". Através das escrituras há inúmeras referências a essa 'Era'. Para compreender isto, precisamos primeiro nos familiarizar com o fenômeno da precessão dos Equinócios. Os antigos Egípcios e outras culturas anteriores, reconheceram que por volta de 2150 em 2150 anos o nascer do Sol durante o Equinócio da primavera, ocorria num diferente signo do Zodíaco. Isso tem a ver com a lenta oscilação angular da Terra quando roda sobre seu eixo.  É chamado de precessão porque as constelações vão para trás, em vez de permanecerem no seu ciclo anual normal. O tempo que demora cada precessão através dos 12 Signos é de 25.765 anos. Este ciclo completo é chamado também de 'Grande Ano', e algumas civilizações ancestrais sabiam disso. Referiam-se a cada ciclo de 2150 anos como "Era". De 4300 a.C a 2150 a.C, foi a "Era do Touro". De 2150 a.C a 1 d.C, foi a "Era de Áries", e de 1 d.C a 2150 d.C é a 'Era de Peixes', a Era em que permanecemos nos dias de hoje, e por volta de 2150, entraremos na nova Era, a Era de Aquário. A Bíblia refere-se, por alto, ao movimento simbólico durante 3 Eras, quando se vislumbra já uma quarta.



Escrito por Daniel Dellove às 10h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


FOMOS ENGANADOS!! - PARTE 2

CONTINUAÇÃO


No Antigo Testamento, quando Moisés desce o Monte Sinai com os mandamentos, ele fica perturbado ao ver sua gente adorando um bezerro dourado. De fato, ele até partiu as pedras dos 10 mandamentos e disse a todos para se matarem uns aos outros para se purificar (Exodus, 32). A maior parte dos estudiosos da Bíblia atribui esta ira de Moisés ao fato de os Israelitas estarem a adorar um falso ídolo, ou algo semelhante. A realidade é que o Bezerro Dourado é Taurus (Touro), e Moisés representa a nova Era de Áries. Esta é a razão pela qual os Judeus ainda hoje assopram com o chifre do carneiro. Moisés representa a nova Era de Áries, e perante esta, todos têm de largar a velha. Outras divindades tais como Mithra marcam esta transição também, um Deus pré-cristão que mata o touro na mesma linha simbólica.

Jesus é a figura portadora da Era seguinte à de Áries, a Era de Peixes, ou dos 2 peixes. O simbolismo de Peixes é abundante no Novo Testamento, assim como Jesus alimenta 5000 pessoas com pão e '2 peixes'. No início enquanto caminhava pela Galiléia, conhece 2 pescadores que o seguem. Agora reflita se voltar a ver um adesivo 'Jesus-fish' nas traseiras dos carros, muitos poucos sabem o que aquilo no fundo representa. É um simbolismo astrológico pagão para o reinado do Sol durante a Era de Peixes.

Jesus assumiu que a data do seu nascimento é a data do início desta Era. Em Lucas 22:10 quando Jesus é questionado pelos discípulos quando será a próxima passagem depois Dele ir-se embora, Jesus responde: 'Eis que quando entrardes na cidade, encontrareis um homem levando um cântaro de água, segui-o até a casa em que ele entrar'. Esta escritura é de longe a mais reveladora de todas as referências astrológicas. O homem que leva um cântaro de água é Aquarius, o portador da água, que é sempre representado por um homem a despejar uma porção de água. Ele representa a Era depois de Peixes, e quando o Sol, Filho de Deus, sair da Era de peixes, Jesus, entrará na casa de Aquarius, e Aquário é posterior a Peixes na precessão dos equinócios. Tudo o que Jesus 'diz' é que depois da Era de Peixes chegará a Era de Aquário.

Todos já ouvimos falar sobre o fim do mundo. Esquecendo o lado cartonista explícito no livro do Apocalipse, a espinha dorsal nesta idéia surge em Mateus 28:20, onde Jesus diz: Eu estarei convosco até o fim do mundo (dos séculos em Português). Contudo, na tradução Inglesa da Bíblia, a palavra 'wolrd' está mal traduzida, no meio de outras más traduções, a palavra realmente usada era 'aeon', que significa "Era". Eu estarei convosco até ao fim da era (Na tradução portuguesa também não acontece). O que no fundo é verdade, Jesus como personificação solar de Peixes irá acabar quando o Sol entrar na Era de Aquário. Este conceito de fim dos tempos e do fim do mundo é uma má interpretação desta alegoria astrológica.

O fato de Jesus, ser literal e astrologicamente um híbrido, só demonstra o quão plágio do Deus-Sol Hórus do Egito, Jesus é. Por exemplo, inscrito há 3500 anos, nas paredes do Templo de Luxor no Egito, estão imagens da enunciação, da imaculada concepção, nascimento e adoração a Hórus. Começam com o anúncio à virgem Isis de que ela irá gerar Hórus, que Nef, o Espírito Santo irá engravidar a Virgem, e depois o parto e a adoração. Mesma história do milagre da concepção de Jesus. A história de Noé e da sua Arca é tirada diretamente das tradições. O conceito de dilúvio é comum em todas as antigas civilizações, em mais de 200 diferentes citações em diferentes períodos e tempos. Contudo, não será preciso ir muito além da fonte pré-Cristã para encontrar a Epopéia de Gilgamesh, escrita em 2600 a.C. Ela fala sobre grandes inundações mandadas por Deus, uma arca com animais salvos e o libertar e o retornar da pomba, entram em concordância com a história bíblica, entre muitas outras semelhanças.

E depois há a história plagiada de Moisés. Sobre o nascimento de Moisés, diz-se que ele foi colocado numa cesta de cana e lançado ao rio para evitar um infanticídio. Ele foi mais tarde salvo pela filha de um Rei e criado por ela como um príncipe. Este bebê numa cesta foi retirado do mito de Sargão de Akkad por volta de 2250 a.C. Sargão nasceu, foi posto numa cesta de rede para evitar um infanticídio e lançado ao rio. Foi salvo e criado por Akki, uma esposa da realeza Acádia. Moisés é conhecido como Legislador, portador dos mandamentos e da Lei Mosaica.  

A idéia da lei ser passada de um Deus para um profeta numa montanha é antiga. Moisés é somente um legislador numa longa fila de legisladores na história mitológica. Na Índia, Manou foi o grande Legislador. Na ilha de Creta, Minos ascendeu ao Monte Ida, onde Zeus lhe deu as leis Sagradas. Enquanto que no Egito Mises, tinha nas suas pedras tudo o que Deus lhe disse. Manou, Minos, Mises, Moisés. E no que diz respeito a estas dez ordens, foram retiradas do 'Feitiço 125 do Livro dos Mortos' do Antigo Egito. O que é que o livro dos Mortos dizia? "Eu nunca roubei" tornou-se 'Não roubarás,' 'Eu nunca matei' tornou-se 'Não matarás,' 'Eu nunca menti' tornou-se "Nunca levantarás falsos testemunhos" e por aí vai.

A religião Egípcia é no fundo a base fundamental para a teologia Judaico-Cristã. Batismo, vida após morte, julgamento final, imaculada concepção, ressurreição, crucificação, A arca da Aliança, circuncisão, salvadores, comunhão sagrada, dilúvio, páscoa, Natal, a passagem, e muitas outras coisas e atributos são idéias Egípcias, nascidas muito antes do Cristianismo ou Judaísmo.

Justin Martyr, um dos primeiros historiadores e defensores Cristãos, escreveu: "Quando nós [cristãos] dizemos que, Jesus Cristo, nosso mestre, foi produzido sem união sexual, morreu, ressuscitou e ascendeu aos céus, nós não propomos nada de muito diferente do que aqueles que propõem e acreditam tal como nós, nos filhos de Júpiter". Numa escrita diferente, Justin Martyr diz: "Ele nasceu de uma virgem, aceite isto como o que você acredita dos Perseus." É óbvio que Justin e outros cristãos cedo souberam como o Cristianismo era semelhante a outras religiões pagãs. Justin tinha uma solução: 'Para além de tudo o que sabemos, o Diabo era quem mandava nessas idéias.' O Diabo teve a malícia de chegar primeiro que Cristo, e criou estas características para o mundo pagão.

Cristianismo fundamentalista, fascinante! Eles pensam realmente que o mundo tem apenas 12.000 anos. Eu perguntei: 'Ok, e os fósseis dos dinossauros?'

Respondeu: 'Fósseis de dinossauro? Deus colocou-os lá para testar a nossa fé!'

'Eu acho que o teu Deus te colocou aqui para testar a minha fé!'

A Bíblia não é nada mais do que um híbrido literário astro-teológico, tal como todos os mitos religiosos que os antecederam. De fato, o aspecto da transferência de atributos, de uns personagens para os outros é facilmente reconhecida no próprio livro em si.

No Antigo Testamento há a história de Josué. Josué é um protótipo de Jesus

Josué nasceu de um milagre, Jesus nasceu de um milagre. Josué tinha 12 irmãos, Jesus tinha 12 discípulos. Josué foi vendido por 30 peças de prata, Jesus foi vendido por 30 peças de prata. Irmão Judá sugere a venda de Josué, o discípulo Judas sugere a venda de Jesus. Josué começa os seus trabalhos aos 30, Jesus começa aos 30 também.

Haverá algum registro não bíblico da existência de mais alguém chamado Jesus, filho de Maria, que viajou com 12 seguidores e curou pessoas? Existiram muitos historiadores que viveram no Mediterrâneo durante esse mesmo período e até mesmo após a presumível morte de Jesus. Quantos desses historiadores fizeram relatos sobre a sua figura? Nenhum. Porém, para sermos justos, não significa que os defensores da existência de Jesus nunca tenham reclamado o contrário. Quatro são particularmente referidos como pioneiros sobre a teoria da existência de Jesus. Plínio, Suetônio e Tácito foram os 3 primeiros. Cada uma das suas máximas consiste apenas em algumas frases em que na melhor das hipóteses se refere a Christus ou Cristo e que na realidade não é um nome mas sim uma titulação. Significa 'Escolhido'. A quarta fonte é Josefo cujos documentos, ficou provado, terem sido falsificados séculos atrás e para infortúnio da humanidade, ainda vistos como verdadeiros.

Poderá alguém ter se aproveitado das idéias 'renascer' dos mortos, a 'ascensão' ao Reino dos Céus e a prática de milagres e, que a partir daí tenha começado a surgir nos registros históricos? Não, porque uma vez pesadas as evidências, há grandes probabilidades da figura conhecida como Jesus, nunca ter existido.

'A religião Cristã é uma paródia à adoração do Sol, onde colocaram um homem chamado Jesus Cristo em seu lugar e começaram a entregar a esse personagem, a devoção que entregavam ao Sol.' (Thomas Paine - 1737/1809)

'Nós não queremos ser indelicados, mas temos que ser fatuais. Não queremos magoar sentimentos, queremos ser academicamente corretos, naquilo que compreendemos e sabemos ser verdadeiro. O Cristianismo simplesmente não é baseado em verdades. Consideramos que o Cristianismo foi apenas uma história romana, desenvolvida politicamente. A realidade consiste em que, Jesus foi a divindade solar do setor Gnosticista Cristão, e tal como outros Deuses pagãos, uma figura mítica. Foi sempre o poder político que procurou monopolizar a figura de Jesus para controle social.

Em 325 d.C em Roma, o Imperador Constantino reuniu o Concílio Ecumênico de Nicéia, e foi durante esta reunião que as doutrinas políticas com motivação cristã foram estabelecidas e assim começou uma longa história de derramamento de sangue e fraude espiritual. E nos mais de 1600 anos que se seguiram, o Vaticano tem dominado politicamente e com mão de ferro, toda a Europa, conduzindo-a a um período de obscurantismo através de eventos como as Cruzadas e a Santa Inquisição.

O Cristianismo, bem como todas as crenças teístas, são a fraude desta Era. Serviu para afastar os seres humanos do seu meio natural, e da mesma maneira, uns dos outros. Sustenta a submissão cega do ser humano à autoridade. Reduz a responsabilidade humana sob a premissa de que Deus controla tudo, e que por sua vez os crimes mais terríveis podem ser justificados em nome da perseguição Divina. O mito religioso é o mais poderoso dispositivo jamais criado, e serve como base psicológica para que outros mitos floresçam ou justifiquem.

PARA QUEM NUNCA OUVIU FALAR DESTE FILME, SEGUE ABAIXO ELE COMPLETINHO E DUBLADO. NOSSAS EMISSORAS DE TV JAMAIS O DIVULGARIAM!



Escrito por Daniel Dellove às 10h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


I'm Your Secret - Eu sou o teu segredo

Press my lips against your neck
Pressione os meus lábios contra o teu pescoço

Painted nails sink in my skin
Unhas pintadas apertam a minha pele

Silver cross falls from your chest
Cruz de prata cai do seu peito

For lust, desire the sweetest sin
Pela luxúria, deseja o mais doce pecado

Run my fingers down your back
Corro os meus dedos pelas tuas costas

The shivers of broken heart
O arrepio de corações quebrados

Whispers echo in the night
Sussurros ecoam na noite

No one knows where we are
Ninguém sabe onde estamos

Staring in your pretty eyes
Olhando fixamente em seus lindos olhos

As your lip down at my feet
Enquanto os seus lábios descem até os meus pés

Softness of your eager mouth
Suavidade de sua boca ardente

Here to satisfy my needs
Aqui para satisfazer as minhas necessidades

Each expression that you make
Cada expressão que você faz

Makes harder to resist
Faz ficar mais difícil de resistir

You came running, running to hide
Você vem correndo, correndo para esconder

I’m your secret inside your lies
eu sou o seu segredo dentro de suas mentiras

You came running, running for free
Você vem correndo, correndo para se libertar

You came running, running to hide
Você vem correndo, correndo para esconder

I’m your secret inside your lies
eu sou o seu segredo dentro de suas mentiras

You came running, running for free
Você vem correndo, correndo para se libertar

Your secret’s safe with me
O seu segredo está seguro comigo

Kris, obrigado por encaminhar a música! Adorei ;=*:
http://www.letras.com.br/bastardz/im-your-secret/traducao-portugues



Escrito por Daniel Dellove às 17h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


ATITUDE

Investigações demonstram que a diferença entre os países pobres e os ricos não é a idade,

Isto pode ser demonstrado por países como Índia e Egito, que têm mais de 2.000 anos e ainda são muito pobres e, por outro lado, Canadá, Austrália e Nova Zelândia, que apenas 150 anos atrás eram desconhecidos, hoje são países desenvolvidos e ricos.

A diferença entre países pobres e ricos tampouco está nos recursos naturais disponíveis.

O Japão possui um território limitado, 80% montanhoso, inadequado para a agricultura e a criação de gado, mas é a segunda economia mundial. Este país é como uma imensa fábrica flutuante, importando matéria-prima de todo o mundo e exportando produtos manufaturados.

Outro exemplo é a Suíça, que não produz cacau, mas tem o melhor chocolate do mundo, e ainda, em seu pequeno território cria animais e cultiva o solo durante apenas quatro meses no ano. Não obstante, produz laticínios da melhor qualidade. É um país pequeno que oferece uma imagem de segurança, ordem e trabalho, transformando-o no caixa-forte do mundo.

Executivos de países ricos que se relacionam com países pobres evidenciam que não existe diferença intelectual realmente significativa. A raça, a cor da pele tampouco são importantes: imigrantes qualificados como preguiçosos em seus países de origem são a força produtiva de países europeus ricos.

Onde está, então, a diferença?

A diferença é a atitude das pessoas, moldada no decorrer dos anos pela educação e pela cultura. Ao analisar a conduta das pessoas nos países ricos e desenvolvidos, constatamos que a grande maioria segue os seguintes princípios de vida:

A ética, como princípio básico
A integridade
A responsabilidade
O respeito às leis
O respeito pelos direitos dos demais cidadãos
O amor pelo trabalho
O esforço para economizar e investir
O desejo de superar
A pontualidade

Nos países pobres, apenas uma minoria segue esses princípios básicos em sua vida diária. Não somos pobres porque nos faltam recursos naturais ou porque a natureza foi cruel conosco, Somos pobres porque nos falta atitude. Nos falta vontade para cumprir e assumir esses princípios de funcionamento das sociedades ricas e desenvolvidas. Somos assim por querer tomar vantajem sobre tudo, somos assim por ver algo que está mal e dizer: “deixa como está!”.

Devemos ter atitudes e memória viva, só assim mudaremos o Brasil de hoje.

Reflita sobre isto e tome uma atitude!!!

Provavelmente você é uma dessas pessoas que faz a diferença e luta para mudar nossa sociedade corrupta e sem princípios. Somos formadores de opiniões, somos educadores e somos profissionais preocupados com o futuro das pessoas que vivem nesse país. Mas não esqueça que ainda existem muitos necessitando entender que a falta de princípios é a raiz da miséria.

PENSE NISSO…..



Escrito por Daniel Dellove às 18h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


REFLEXÃO

"O ganho é transitório e incerto; mas, durante qualquer gestão, a despesa é constante e certa"

Você deve ser especialista em localizar onde pode haver CORTE de despesas e conrtá-las IMPLACAVELMENTE.



Escrito por Daniel Dellove às 18h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


O Funcionário

Já reparou que a maioria dos funcionários reclamam do salário que ganham? Todos estão com a razão? Logicamente, não! Há excessões, é claro! Exemplos: empresas mal administradas, o q.i, quando a meritocracia não é levada em consideração ou, até mesmo, devido a realidade econômica financeira, onde o interesse da empresa em reajustar salários e comissões ficam em terceiro plano mesmo! É questão de sobrevivência.
 
Pronto! Já basta de exemplos! Na verdade, o que eu quero abordar é o funcionário! Permita-me deixar o empregador um pouco fora do foco!
 
Então, já percebeu que a maioria está sempre aquém do salário que ganha?! Nunca são, realmente, valorizados! Nunca estão felizes com o que ganham? Em anos de departamento pessoal, a insatisfação do empregado, sempre me fascinou! É o cartão de crédito, o cheque especial, uma aquisição na hora errada, prestação do carro ou da moto, casamento,...! Não há salário no mundo que seja páreo ao não planejamento pessoal! Concorda? A culpa é de quem? Da empresa? Definitivamente, não! Planejamento é matemática! Além disso, poucos funcionários investem na própria carreira! Não investem numa língua estrangeira(e quando fazem, o máximo é o falso inglês básico!!), não investem em cursinhos pré vestibulares! E aqui, abro parênteses, pois cursinho pré vestibular é cultura! É conhecimento! Mas, infelizmente, eles pensam que é perda de tempo! Fecho parênteses. E, logo, ingressam em outros serviços de ensino devido a maior facilidade de acesso! Não estou dizendo que as faculdades particulares são ruins não! Já, muito, me decepcionei em entrevistas de candidatos graduados em serviços públicos de ensino! Uma faculdade bem feita necessita de dedicação e disciplina! E não o feijão com arroz que estamos acostumados! Pergunte aos seus funcionários graduados o seguinte: você publicou algum trabalho durante a sua formação acadêmica? Qual foi o tema da sua monografia? Você fez um paralelo entre a sua vivência acadêmica e o seu emprego? Qual foi a sua conclusão? As respostas, com certeza, serão as mais surpreendentes possíveis! Indague-se a respeito do funcionário que não pergunta! Que não questiona! Que não tem dúvida! Que não lê! Que não gosta de estudar! O que eu quero deixar bem claro, é que a maioria dos funcionários setoriais, querem sempre um reconhecimento salarial! E, geralmente, os pedidos de aumento de salário, não condiz, com aquilo que ele oferece a empresa a qual trabalha!
 
Reconheço que não é fácil trabalhar e estudar ao mesmo tempo! Mas, é extremamente necessário, se você quer vôos mais altos..! Por fim, lembre-se que para os ganhadores dos prêmios nobel de economia, da paz, de medicina, o reconhecimento veio após muito estudo, questionamentos, dedicação e abdicação..!

(autor desconhecido)



Escrito por Daniel Dellove às 18h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Diz No Meu Ouvido Que Quer Me Beijar - Sambaxé

Diz no meu ouvido que quer me beijar
Diz com aquele jeito de arrepiar
Diz no meu ouvido assim,
Diz voce nasceu pra mim
E tambem quer me amar

A meia luz, voce seduz, teu lindo seu olhar
Nao canso de olhar pra voce
Vontade louca de te amar
Naquele som
Uma luz néon
Inspiram emoçao
Provocando afliçao e minh'alma
Me arranca a calma e me deixa afim

Diz no meu ouvido que quer me beijar
Diz com aquele jeito de arrepiar
Diz no meu ouvido assim
Diz voce nasceu pra mim
Diz...Que tambem quer me amar

Hoje é so eu e voce
O mundo é o resto nada mais importa
Hoje é so eu e voce
Eu to querendo te fazer mulher, menina
Agente vai se amar vai ser feiliz
Mau começou ja vo pedindo bis
Sou aprendiz do amor
Me ensina
Agente vai se amar vai ser feliz
Sou aprendiz do amor me ensina



Escrito por Daniel Dellove às 13h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Um Lance Pra Durar - Sambaxé

tô bem demais
tô com você
que mais posso querer

menina eu sempre te quis

meu bem lilás
meu bem querer
o minha flor de lis

tá lindo pra lá de gostoso namorar
com você não quero só ficar
quero namorar
um lance pra durar
sem você não dá nem pra pensar
não quero nem pensar
com você não quero só ficar
quero namorar, um lance pra durar
sem você

hoje se tenho paz
devo a você
que mais posso querer
tô muito muito feliz
meu bem lilás
meu bem querer
o minha flor de lis

tá lindo pra lá de gostoso namorar
com você não quero só ficar
quero namorar
um lance pra durar
sem você não da nem pra pensar
não quero nem pensar
com você não quero só ficar
quero namorar
um lance pra durar
sem você

durun dara durun dara durun dara duri don




Escrito por Daniel Dellove às 13h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Um Beijo e Então Sorri - Sambaxé

Sabe aquele beijo que você me deu
Guardei no coração
Beijo tão doce que trouxe a esperança de poder viver, então
Viver de novo uma paixão.
Quem sabe o amor, não importa não
O que importa é que eu senti,
Carinho e paz no beijo teu
Posso dizer que renasci, enfim sorri
Embora cedo te digo sem medo que por tudo já valeu.

Valeu a pena te conhecer, você pequena me fez viver
Alma serena que me encantou, oooo
Emocionou, um jovem cara que o corpo fechava
Para as coisas do amor!



Escrito por Daniel Dellove às 13h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Reflita



Escrito por Daniel Dellove às 21h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Narcissus ou Narciso

Narcissus L. ou narciso é um género botânico pertencente à família Amaryllidaceae. As cores de suas flores geralmente variam entre o amarelo e o branco. A sua origem é o Mediterrâneo e partes da Ásia central e a China continental mas são cultivares ornamentais difundidos em muitas outras partes do mundo, como nos Estados Unidos, no Canadá e na Argentina. O seu nome tem origem no personagem mitológico Narciso.

Floresce no princípio da primavera e é frequentemente encontrada em solo úmido perto de uma lagoa. É auto-suficiente. A flor tem normalmente seis pétalas brancas com um funil central amarelo contendo o estamina e o estigma. O caule inclina-se antes da flor, pendendo de forma a que a flor esteja virada para baixo em vez de para cima.

Segundo o mito, isto é porque Narciso, o personagem mitológico, estava a olhar para baixo para o seu reflexo quando foi transformado na flor. Senão, o caule estaria direito e firme.

No Islão, o Hadith de Bukhari associa a flor com o homem honesto e recto. O símbolo também foi comparado com a transformação da vaidade e auto-centrismo na humildade de um ser mais individuado e espiritual.

Na Mitologia Grega, Narciso ou O Auto-Admirador (Língua grega: Νάρκισσος), era um herói do território de Téspias, Beócia, famoso pela sua beleza e orgulho. Várias versões do seu mito sobreviveram: a de Ovídeo, das suas Metamorfoses; a de Pausânias, do seu Guia para a Grécia (9.31.7); e uma encontrada entre os papiros encontrados em Nag Hammadi, ou Chenoboskion, também chamada Oxyrhynchus. Era filho do deus-rio Cefiso e da ninfa Liríope. No dia do seu nascimento, o adivinho Tirésias vaticinou que Narciso teria vida longa desde que jamais contemplasse a própria figura.

Em Metamorfoses, Ovídeo conta a história de uma ninfa bela e graciosa chamada Eco que amava Narciso em vão. A beleza de Narciso era tão incomparável que ele pensava que era semelhante a um deus, comparável à beleza de Dionísio e Apolo. Como resultado disso, Narciso rejeitou a afeição de Eco até que esta, desesperada, definhou, deixando apenas um sussurro débil e melancólico. Para dar uma lição ao rapaz frívolo, a deusa Némesis condenou Narciso a apaixonar-se pelo seu próprio reflexo na lagoa de Eco. Encantado pela sua própria beleza, Narciso deitou-se no banco do rio e definhou, olhando-se na água e se embelezando. As ninfas construíram-lhe uma pira, mas quando foram buscar o corpo, apenas encontraram uma flor no seu lugar: o narciso.

Se procurar na Wikipedia vai ver várias coisas interessantes!!!

 



Escrito por Daniel Dellove às 20h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


A Lenda da Orquídea

Como as flores, a orquídea tem uma lenda. Eis a encantadora história, como é contada nas terras da Indochina. Na cidade de Anam, existia uma jovem chamada Hoan-Lan, que divertia-se em fazer penar suas paixões aos seus numerosos adoradores. Por um sorriso, o jovem Kien-Fu tinha cinzelado o ouro mais fino e trabalhado com infinita paciência as mais lindas peças de jade. A ingrata, após se adornar com todos os presentes do nobre apaixonado, riu-se dele e o desprezou. Kien-Fu, desesperado, acabou com a própria vida atirando-se ao Rio Vermelho.

O pintor Nguyen-Ba conseguiu obter cores desconhecidas para pintar o retrato de sua amada. Esta, porém, depois de ter exibido para a satisfação de sua vaidade a magnífica pintura, desprezou o artista que desapareceu para sempre no mistério das selvas. Mai-Da, apaixonado também, quis patentear seu amor à jovem volúvel, inventando um perfume delicioso somente digno dos anjos. A ingrata perfumou-se e mandou pôr na rua o seu adorador que, nada mais aspirando na vida, se envenenou.

Cung-Le levou sua perseverança a incrustar nácar numa pulseira de ébano que foi recebida pela ingrata. O pobre endoideceu.
Mas o poderoso Deus das Cinco Flechas, que a tudo via e tudo ordenava, julgou que era o momento de castigar tanta maldade, fazendo a jovem volúvel apaixonar-se pelo formoso Mun-Cay. E desde então, Hoan-Lan sonhava no seu leito de nácar e sedas bordadaas com seu adorado, cujo nome esvoaçava sobre seus lábios de carmim, como uma borboleta sobre a rosa. Ao despertar, descia à piscina, banhava-se e adornava-se com suas jóias mais preciosas para ver passar seu querido Mun-Cay, que apenas se dignava a levantar os olhos para ela. Nunca tinha considerado a formosa jovem, nem se interessado pela fama de beleza que tinha ardido à sua volta.

Os dias iam passando, e Mun-Cay não saía de sua indiferença cruel. Um dia, Hoan-Lan decidiu sair-lhe ao encontro e declarar-lhe paixão. Não me interessas, rapariga ! - disse ele. - És como todas as outras. Para mim não vales nada. Se fosses como aquela que eu amo... Esta sim, é uma deusa. Tu, mísera Hoan-Lan, com toda tua vaidade, não serves nem para atar-lhe as fitas das sandálias. E, com um sorriso desdenhoso, afastou-se.

Em meio de seu desespero, Hoan-Lan lembrou-se do Deus Todo Poderoso que vivia na montanha de Tan-Vien. Talvez ele pudesse lhe valer. Apesar da noite escura e chuvosa, a jovem dirigiu-se ao monte sagrado, onde residia sua última esperança. A entrada do templo subterrâneo era guardada por um terrível dragão. Suplicou-lhe a concessão de entrada e ao cabo de muitos pedidos conseguiu penetrar num extenso corredor, por entre serpentes horríveis que lhe babujavam os pés nus.

Quando chegou junto ao trono de ônix do poderoso gênio, prostrou-se e implorou:
Cura-me, que sofro horrorosamente. Amo Mun-Cay que me despreza.
É justo o castigo - respondeu o deus - Porque isso mesmo tens feito aos teus apaixonados.
Ó Todo Poderoso, tem dó de mim. Concede-me o amor de meu querido Mun-Cay. Sabes bem que não posso viver sem ele.
Vai-te daqui - rugiu o gênio - Nada conseguirás. O castigo que pesa sobre ti, foi imposto pelo Deus das Cinco Flechas, que tudo sabe. É justo que sofras. Saia do meu templo.

Á saída, Hoan-Lan encontrou-se com uma bruxa de pés de cabra.
Formosa jovem - disse-lhe a bruxa - sei que és muito desgraçada. Queres vingar-se de Mun-Cay? Vende-me a tua alma e juro-te que, embora Mun-Cay não te ame, não amará a outra mulher.

Hoan-Lan, voltou à sua casa, que lhe parecia um cárcere. Saía para os bosques a distrair sua pena, mas sempre em vão. Um dia, vendo ao longe seu adorado Mun-Cay, correu para ele e, quando se preparava para abraçá-lo, o jovem foi transformado numa árvore de ébano. Neste momento apareceu a bruxa que, soltando uma gargalhada, lhe disse: -Desta maneira o teu amado não pode ser nunca de outra mulher. Bruxa infame, exclamou chorando, a pobre Hoan-Lan - o que fizeste a meu adorado ? Devolva-me ou mate-me. Contratos são contratos - replicou a bruxa, rindo satanicamente. Cumpri o que prometi. Mun-Cay, embora nunca te ame, não amará a outra mulher. Prometi e cumpri. A tua alma me pertence.

Hoan-Lan, abraçada ao pé da árvore, clamava desesperadamente a seu tronco imóvel.

Perdoa-me, Mun-Cay. Tem para mim uma só palavra de amor, de indulgência e compaixão. Não vês como me arrasto aos seus pés, como te abraço, como sofro!

Mas a árvore nada respondia. A jovem ali ficou por muito tempo.

Uma manhã passou por ali um gênio que se compadeceu da sua dor. Acercando-se dela, pôs-lhe um dedo na testa e disse:
Mulher, procedeste muito mal. Foste volúvel até a crueldade e ingrata até a malvadez.

Procedeste muito mal. Mas tua dor purificou a tua alma. Estás perdoada e vais deixar de sofrer. Antes que a bruxa venha buscar a tua alma, vou transformar-te numa flor. Ficarás sendo, no entanto, uma flor esquisita e requintada, que dê a impressão do que foi a tua vida maldosa. Quem vir as tuas pétalas facilmente adivinhará o que foi o teu espírito, caprichoso, volúvel, cruel, e a tua preocupação constante pela elegância. Concedo-te um bem: não te separarás do bem que adoras e viverás da sua seiva, sempre parasita do teu amado.

Assim falou o poderoso gênio. E, quando falava, a túnica rósea de Hoan-Lan ia empalidecendo e tornando-se de uma delicada cor lilás. Os olhos da jovem brilharam como pontos de ouro e as suas carnes tomaram a tonalidade do nácar. Os seus formosos braços enrolaram-se na árvore na derradeira súplica.

E assim apareceu a primeira orquídea do mundo, segundo a lenda do Anam.
(Muitas pessoas acreditem erroneamente que as orquídeas são parasitas, no entanto elas apenas usam o hospedeiro para fixar suas raízes).

LEMBREM ESSA É APENAS UMA HISTÓRIA! SE QUEREM VIAJAR FUMEM MACHONHA!!



Escrito por Daniel Dellove às 20h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Pessoas ofendidas

Há pessoas que se sentem ofendidas por qualquer coisa. Para dizer uma coisa a elas, temos que dar uma enorme volta, rodear, fazer um preâmbulo enorme antes de falar. Se dissermos a elas que erraram em alguma coisa, parece o fim do mundo. Saem batendo os pés, ficam dias sem nos falar, maquinando uma vingança.

Conheço homens e mulheres que se sentem ofendidos por banalidades. Já participei de inúmeras reuniões em que diretores discutem como dizer uma coisa verdadeira e necessária a um subordinado sem que ele se sinta ofendido. “ele é uma pessoa muito difícil. Sente-se ofendido por qualquer coisa e demora meses para voltar ao normal”, me disse um diretor sobre seu gerente. “minha secretária é ótima, mas quando digo que ela errou, vira um bicho ofendido, sai pisando duro e fica até malcriada”, me disse um presidente.

Quantas pessoas você conhece que se ofendem com exagerada facilidade? São maridos e esposas; amigos e colegas de trabalho; chefes e subordinados para quem temos enorme dificuldade em dizer alguma coisa sem melindrar, ofender.

O problema é que com o passar do tempo, as pessoas desistem de dizer a verdade a esses ofendidos. Com esse comportamento, essas pessoas ofendidas acabarão sendo vítimas de falsidade e mentiras, pois que ninguém mais arriscará lhes dizer uma verdade com receio da reação que sempre tiveram ao serem criticadas. Aceitar críticas sem se sentir ofendido é, pois, essencial para o sucesso. Não será só pelos elogios que recebemos, que melhoraremos nossas atitudes e comportamentos. Se você tem dificuldade em aceitar críticas sem se ofender, mude antes que seja alvo de mentiras e falsidades.

Pense nisso. Sucesso!

Fonte: Semanário Motivação & Sucesso
Autor: Professor Luiz Almeida Marins Filho



Escrito por Daniel Dellove às 17h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Em tempos de crise há que se procurar novas estratégias...


Prêmio Inovação 2009



Escrito por Daniel Dellove às 11h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 

Meu perfil

Eu

 

JC! Não sou o dono do mundo... Mas sou filho do DONO. É Sério!


Parceiros

Eu

O Melhor site para downloads

 

Histórico


Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 Teste de Q.I.
 Minhas fotinhas
 Meu Albúm de Fotos